Como elaborar um Pitch perfeito

Atualizado: 15 de jan.

A palavra pitch é uma das mais usadas no ambiente profissional, isso porque ao falar de pitch, estamos falando de uma apresentação sumária de um negócio.

Um pitch tem o objetivo de despertar o interesse da outra parte, geralmente, um investidor ou um cliente. É nesse momento que bate o desespero. Mas, calma que vamos ver nesse artigo tudo sobre como elaborar um pitch.


Como elaborar um pitch


A primeira dúvida que surge com relação a pitch, é: Porque devo usar um pitch ao invés de usar uma apresentação normal? Essa dúvida acaba aqui. Afinal, além de ser simples e rápido, o pitch é poderoso e atraente. E você vai descobrir isso.

Na hora de montar um pitch, é importante escolher o tipo ideal, ou seja, antes de fazer um pitch é importante conhecer os três tipos de pitch (elevator, short, long) e escolher aquele que é mais adequado para a situação.


Vejamos:


Tipos de Pitch:

  1. Elevator: duração de 30 a 60 segundos, não tem material de apoio, e seu foco é: Problema, solução, audiência e diferencial

  2. Short: tem duração de 3 a 5 minutos, tem material de apoio que deve ser simples e direto, e seu foco é: Problema, solução, audiência e diferencial + equipe, crescimento, mercado alvo.

  3. Long: duração entre 7 a 15 minutos, é essencial que tenha material de apoio, e seu foco é mais completo, envolvendo Problema, solução, audiência e diferencial + equipe, crescimento, mercado alvo, projeções e finanças.

Como fazer cada tipo de Pitch


1 - Elevator


O elevator deve chamar a atenção do investidor, deve manter o foco no propósito da iniciativa, e é crucial que ele chame a atenção para o problema que deve ser resolvido.


2 - Short

Esse é o pitch mais conhecido e usado. Por isso vamos falar de uma forma mais ampla sobre ele.


O pitch short deve conter apenas as informações essenciais e as que sejam diferenciadas. Uma vantagem grande desse pitch e que merece destaque é que ele pode ser apresentado tanto somente verbalmente, quanto somente com ilustração (uma média de 3 a 5 slides).


Aqui vai uma dica de professora: quando você estiver elaborando o pitch short, lembre-se de que a base da sua apresentação deve ser composta por 5 tópicos estratégicos. São eles:

  1. Apresentação da oportunidade: o pitch deve começar indicando qual a oportunidade irá atender seguido pelo tópico número 2.

  2. Informação do Mercado em que irá atuar.

  3. Apresentação da solução: na sequência apresente rapidamente qual a solução que propõe para atender a necessidade da oportunidade já falando sobre o quarto tópico.

  4. Apresentação dos seus diferenciais.

  5. Informações sobre o que está buscando: se a apresentação do pitch for para um investidor, fale sobre o estágio do seu negócio, sobre o valor do investimento que está buscando e para o que ele será utilizado. Agora, se estiver apresentando para um cliente, fale sobre qual é a sua proposta comercial.

É claro que ao citar esses tópicos e falar sobre a base do pitch perfeito, é preciso esclarecer que se trata de algo genérico, afinal, o pitch precisa ser personalizado para cada negócio, e cada negócio tem suas peculiaridades. Por isso, o fator determinante para se fazer uma apresentação de pitch perfeita é: conseguir demonstrar todos os 5 tipos, sucintamente, durante a apresentação.

Outra coisa que você pode fazer, que irá te ajudar, é salvar o link desse post na sua pasta de trabalho. Assim, quando estiver elaborando o pitch perfeito, você poderá relembrar facilmente todo o conteúdo e as dicas também.


3 - Long


Nesse pitch você pode explorar os principais tópicos da solução. É essencial que você conheça seus números e entenda como funciona o segmento de mercado, até mesmo falando sobre o tamanho desse mercado. Falar sobre sua equipe e as características dela é recomendado. Ok?


Dica de professora: na hora da apresentação, não fale que não há concorrência, porque isso pode soar falso ou mentiroso. ;)


Como elaborar um pitch: Apresentação


Independente do seu tipo de pitch, para a apresentação do pitch perfeito será de extrema importância manter a postura, demonstrar conhecimento e, também, mostrar capacidade e desenvoltura, pois o investidor/cliente não estará analisando apenas o negócio; a pessoa que está conduzindo a apresentação será avaliada tanto quanto. Por isso, costumo dizer que apresentar claramente a empresa é essencial para a montagem do pitch, no entanto, conseguir demonstrar conhecimento e capacidade de execução é parte fundamental para qualquer pessoa chegar ao final do pitch, tendo feito a apresentação perfeita. Deu para entender isso?


Quero finalizar esse tema com outra dica importantíssima: mantenha em mente que não existe um modelo universal para a montagem do pitch, uma vez que essa é uma apresentação para pessoas e negócios e ambos possuem características e interesses distintos. Assim, você terá que fazer uma apresentação que vá de encontro com o perfil do seu ouvinte; e sendo assim, pense de forma mais ampla, e não se limite a elaborar apenas um pitch, ter 2 ou 3 versões do seu pitch será uma grande carta na manga.


As duas versões que já podemos pensar assim de cara, são:

  • Para ouvintes que têm pouco conhecimento, uma elaboração de um pitch mais básico.

  • Para aqueles que têm know-how no seu segmento, a elaboração de um pitch mais avançado.

Por hoje é só. Mas nos encontramos no próximo tema. Até lá.


#canvas #MVP #persona #sprint #uxdesign #userinterface #designthinking #plc #pitch #agile #agilidade #SCRUM #kanban #lean #produtosdigitais #backlog #okr #productdiscovery #productowner #scrummaster #userstory #agilista #leaninception #planningpoker #brunafonsecapro

32 visualizações
  • Instagram Bruna Fonseca
  • Linkedin Bruna Fonseca
  • YouTube