Prática de Retrospectiva: Conheça 7 práticas de Check-in


Como vocês sabem, esse é o segundo conteúdo da nossa série sobre Prática de Retrospectiva e como combinado, hoje vamos conhecer tudo o que é preciso sobre o Check-in dentro das práticas de retrospectiva.


Vamos começar?


O que é o Check-in nas práticas?


O Check-in é uma etapa destinada à verificação de segurança. Nela acontece a coleta de expectativa do time. Isso é: nesse momento, o facilitador deve buscar entender como o time está chegando. Os pontos a serem verificados são:

  • Expectativa do grupo;

  • Expectativa individual.


Onde e quando podemos usar o Check-in?


Ele pode ser aplicado em qualquer ocasião, desde cerimônias e início de treinamentos até projetos mais complexos, principalmente em aberturas de falas.


A principal característica do Check-in é: ele deve ser simples e leve. Anota isso aí para não esquecer!


Na sequência trarei alguns exemplos de práticas de check-in, mas antes, quero reforçar um ponto muito importante sobre as práticas de retrospectiva: nelas tudo deve ser feito anonimamente para que se tenha resultados condizentes com a realidade e para manter a privacidade de todos.


Sabendo disso, tenho aqui alguns exemplos práticos que podem ser aplicados na hora de fazer o Check-in do seu time. Vejamos!


Prática de Retrospectiva: Fazendo o Check-in com o time


1) O ESVP


Imaginemos que a prática escolhida foi o ESVP que é muito comum. Nela temos 4 situações e todos os integrantes do time devem se direcionar para aquela que mais lhe representa. São elas:


  • Explorador: Está ansioso para mergulhar e pesquisar o que funcionou e o que não funcionou e como melhorar.

  • Comprador: Tem atitude positiva. E fica feliz quando sai uma coisa boa.

  • Viajante: É aquele que está relutante em participar ativamente, mas o retrô supera o trabalho regular.

  • Prisioneiro: Aqueles que só participam por obrigação (sentem que devem).

Facilitador, isso na prática deve funcionar assim:

  • Deve ser realizada uma pesquisa (anonimamente em pedaços de papel).

  • As respostas devem ser contadas e compartilhadas no Flip Chart para todos verem.

  • Se a confiança for baixa, delibere sobre isso e depois destrua os votos para garantir a privacidade.

  • Pergunte o que as pessoas farão com os dados obtidos.

  • Se houver uma maioria de turistas ou prisioneiros, o uso do retrô deve ser considerado para discutir essa descoberta.


2) 'O Termômetro'


Além da prática ESVP, outra que é muito comum é a do termômetro, que geralmente afere a temperatura dos "ânimos" do time, indo do 0° (muito frio) ao 50° (muito quente).

Nessa prática as pessoas devem se colocar ao lado do grau que mais lhe representa:


0° (muito frio)

  • Excitado;

  • Muito Feliz;

  • Feliz;

  • Normal.


50° (muito quente)

  • Triste;

  • Bravo;

  • Muito Bravo.


Para funcionar, deve-se:

Configurar um painel visual usando um Flip Chart, Notecards ou uma representação eletrônica com um desenho de um termômetro para que, então, cada participante indique seu humor.


3) ‘Previsão do Tempo’


O Check-in ainda conta com as práticas deprevisão do tempo’ e ‘perguntas’.



A Previsão do Tempo está relacionada ao clima do time e, é ilustrada por símbolos: Raios e Trovões, Chuva, Tempo Nublado, Dia Ensolarado.


4) ‘Perguntas’


Enquanto que no modelo de Perguntas, tudo funciona de modo totalmente aleatório, e cada participante responde a questões, como:

  • Em uma palavra - O que você precisa desta retrospectiva?

  • Nesta retrospectiva - Se você fosse um carro, que tipo seria?

  • Qual palavra você escolheria para descrever como se sente em relação ao Sprint que acabou de terminar? 'Feliz', 'louco', 'triste', 'assustado'?

Nesse caso, quero dar uma implementada com minha experiência e dizer para você que evite avaliar comentários fazendo outros comentários. Nada de dizer: "Excelente ou Muito bem". Dizer "Obrigado" é uma boa maneira de reconhecer uma resposta e basta.


5) ‘ Apenas 3 Palavras’


Outra prática muito comum dentro do Check-in é a das 3 Palavras, que funciona assim:

  1. Todos devem descrever a última iteração com apenas três palavras.

  2. Todos terão 1 minuto para pensar em algo antes de responderem.

  3. E enquanto pensam, algumas informações sobre a Sprint que acabou de ser finalizada, devem ser citadas para ajudar as pessoas a se lembrarem de como foi, isso servirá de base para elas começarem a responder.


E vale a pena trazer aqui também, antes de encerrarmos esse conteúdo, as práticas de Check-in que estão relacionadas às emoções.



6) ‘O Desenho’


Na prática do desenho, o time passa por uma dinâmica onde deve desenhar seus sentimentos, ela é ótima para ajudar as pessoas a se expressarem em uma reunião de retrospectiva.


A ideia principal é expressar uma emoção, um sentimento ou uma situação específica que, muitas vezes, não é fácil de fazê-lo colocando apenas em palavras.


7) ‘O Radar de Felicidade’


O Radar de Felicidade é estabelecido um tempo para que os participantes primeiro conversem sobre seus sentimentos, para só então começar a atividade de coleta de dados.



O Radar foi desenvolvido a partir da sabida necessidade de valorizar o que as pessoas sentem (especialmente em uma retrospectiva), e também da compreensão de que não é fácil para ninguém falar sobre as próprias emoções nesse contexto. Assim, o Radar de felicidade atua fornecendo uma estrutura adequada para o sucesso do processo.


Bom, com todas essas 7 práticas encerramos o nosso conteúdo sobre o Check-in. Porém, nada de despedidas por enquanto. Temos um papo sobre Energizer, marcado para depois de amanhã. Lembra?


Então, para não deixar esfriar o assunto, me conta se você já viu, ouviu ou participou de uma dessas práticas. Qual? E quais te pareceram mais interessantes? Quero muito saber!


E se você não leu o texto de abertura onde explico o que são as práticas de retrospectivas, clique aqui para ser redirecionado.


;)


#sprint #agile #agilidade #SCRUM #lean #produtosdigitais #productowner #scrummaster #agilista #agilizareduca #brunafonsecapro

21 visualizações
  • Instagram Bruna Fonseca
  • Linkedin Bruna Fonseca
  • YouTube