top of page

Você sabe o que significa o termo Triângulo de Ferro na agilidade?

A gestão ágil de projetos é um campo complexo, onde a habilidade de equilibrar diferentes variáveis é essencial para o sucesso.


Uma das ferramentas mais fundamentais nesse contexto é o Triângulo de Ferro, que representa as três principais restrições que um projeto enfrenta: custo, prazo e escopo.



Custo


O primeiro item do Triângulo de Ferro é o custo. Este aspecto se refere ao orçamento alocado para a execução do projeto.


Inclui despesas com materiais, mão-de-obra, tecnologia e outros recursos necessários. Manter os custos dentro do limite é crucial para a saúde financeira do projeto e para garantir a sua viabilidade a longo prazo


A gestão eficaz do custo envolve a alocação estratégica de recursos e a identificação de formas de otimizar a eficiência sem comprometer a qualidade do trabalho.


Prazo


O segundo item é o prazo. Este elemento refere-se ao tempo disponível para a conclusão do projeto. É a linha do tempo que delimita a jornada desde o início até a entrega final.


Cumprir os prazos é vital para atender às expectativas dos stakeholders e para garantir que o projeto permaneça relevante e alinhado com os objetivos organizacionais.


A gestão do prazo envolve a criação de um RROADMAP realista e a implementação de estratégias para mitigar riscos.


Escopo


O terceiro item é o escopo. Este elemento se refere ao conjunto de funcionalidades, características e requisitos que o projeto deve abordar para ser considerado bem-sucedido.


É a espinha dorsal que dita o que será entregue e o que ficará de fora do âmbito do projeto. A gestão do escopo requer uma compreensão clara dos objetivos do projeto e uma comunicação eficaz com todas as partes interessadas.


A Diferença entre o Tringulo de Ferro na gestão tradicional X ágil de projetos


O Triângulo de Ferro na gestão de projetos, seja na abordagem tradicional ou ágil, é uma ferramenta essencial para compreender e equilibrar as restrições fundamentais de um projeto: custo, prazo e escopo.


No entanto, as diferenças entre como essas restrições são abordadas nas metodologias tradicionais e ágeis são significativas e refletem diferenças de atuação em gerenciamento de projetos.




Tringulo de Ferro na gestão tradicional de projetos


Na gestão tradicional de projetos, também conhecida como abordagem de cascata (Waterfall), o Triângulo de Ferro é muitas vezes visto como inflexível.


Cada uma das restrições (custo, prazo, escopo) é definida no início do projeto e considerada relativamente fixa. Isso significa que o escopo é detalhadamente especificado antes do início do trabalho e mudanças posteriores são desencorajadas ou enfrentam resistência.


  • Custo (fechado): O orçamento é definido com precisão no início e, geralmente, não é sujeito a grandes alterações ao longo do projeto.

  • Prazo (fechado): Um cronograma rígido é estabelecido desde o início, com datas de entrega definidas para as diversas fases do projeto.

  • Escopo (fechado): O escopo é documentado de forma abrangente no início, e alterações são geridas através de processos formais de gestão de controle de mudanças.


Tringulo de Ferro na gestão ágil de projetos


Na gestão ágil de projetos, o Triângulo de Ferro é visto de forma mais flexível e adaptável. A ênfase recai na entrega de valor incremental e na resposta à mudança, em contraste com a rigidez da abordagem tradicional.

  • Custo (fechado): Há uma definição inicial do orçamento, mas a abordagem ágil aceita que os custos possam se extender à medida que a compreensão do projeto evolui em um ciclo de melhoria contínua.

  • Prazo (fechado): O prazo é tratado de forma mais elástica, com entregas em iterações curtas e frequentes.

  • Escopo (aberto): O escopo é inicialmente definido, mas a abordagem ágil permite e até encoraja a adaptação contínua do escopo à medida que novas informações e necessidades surgem.


Maestria na Gestão de Projetos


Em última análise, dominar o Triângulo de Ferro na gestão ágil de projetos significa entender cada item e ser capaz de tomar decisões ponderadas para otimizar o resultado final.


Ao equilibrar com destreza custo, prazo e escopo, os Product Managers podem conduzir projetos ágeis de forma eficaz, entregando resultados de alta qualidade que superam as expectativas das partes interessadas.


Em um mundo onde a eficiência e a eficácia são essenciais para o sucesso organizacional, a habilidade de gerir o Triângulo de Ferro torna-se uma competência valiosa e altamente procurada na gestão de projetos.

47 visualizações

Comments


  • Instagram Bruna Fonseca
  • Linkedin Bruna Fonseca
  • YouTube
bottom of page