top of page

O fim do Discovery: Por que não precisamos mais dessa prática em todos os projetos?

A prática de "Discovery" é amplamente utilizada para obter insights e informações valiosas antes de iniciar um projeto. No entanto, a questão se precisamos fazer Discovery para tudo é um tanto complexa.


Embora o Discovery seja extremamente útil em muitos contextos, não é necessário aplicá-lo a todas as situações.


O processo de Discovery envolve benchmark, exploração e experimentação para compreender melhor um problema, identificar oportunidades e delinear uma estratégia eficaz.


O processo de Discovery pode ser especialmente crucial em projetos complexos, onde é importante reunir informações sobre usuários, necessidades, concorrência e restrições técnicas.



No entanto, em projetos menores ou de baixa complexidade, o Discovery em sua forma completa pode não ser necessário. Às vezes, uma abordagem mais ágil e simples pode ser adotada, com iterações rápidas e feedback constante. Nesses casos, é possível começar com uma ideia básica e ajustá-la conforme o feedback dos usuários ou outras partes interessadas.


A chave é encontrar um equilíbrio entre a aplicação de descobertas apropriadas e o uso eficiente dos recursos disponíveis.


Em projetos críticos, com alto risco ou envolvendo grandes investimentos, o Discovery completo é justificado. Por outro lado, em situações mais simples e com recursos limitados, é possível adaptar as práticas de Discovery para atender às necessidades específicas.


Em resumo, o Discovery é uma ferramenta poderosa, mas sua aplicação pode variar dependendo do contexto. É importante avaliar cuidadosamente a complexidade e o impacto de um projeto antes de decidir se deve ou não realizar um processo completo de Discovery.


Mas vamos entender agora de forma prática os momentos onde devemos ou não aplicar o processo de Discovery:


5 momentos para fazer Discovery

  1. Início de um novo projeto: O momento mais comum e importante para fazer Discovery é no início de um novo projeto. Antes de iniciar o desenvolvimento de um produto digital, é essencial obter uma compreensão completa dos objetivos, requisitos e restrições do projeto. Isso inclui a identificação das necessidades dos usuários, a análise da concorrência, a definição de métricas de sucesso e a compreensão dos desafios técnicos envolvidos.

  2. Mudança de direção estratégica: Se uma empresa ou organização estiver passando por uma mudança significativa em sua estratégia ou direção, o Discovery pode ser fundamental. Isso envolve avaliar o novo cenário, identificar oportunidades e entender como as mudanças afetarão os clientes, os processos internos e o mercado como um todo.

  3. Lançamento de um novo produto ou serviço: Antes de lançar um novo produto ou serviço no mercado, é fundamental realizar o Discovery para garantir que ele atenda às necessidades e expectativas dos clientes. Isso envolve entender o usuário, identificar problemas que o produto ou serviço solucionará, estudar a concorrência e validar a viabilidade técnica e comercial da ideia.

  4. Resolução de problemas complexos: Quando o time está enfrentando um problema complexo ou desafiador, o Discovery pode ser uma abordagem eficaz para entender o contexto, identificar possíveis soluções e avaliar os riscos envolvidos. O processo de Discovery pode envolver a coleta de dados, a análise de dados existentes, a realização de pesquisas e a condução de experimentos para encontrar a melhor maneira de resolver o problema.

  5. Feedback dos usuários: Mesmo após o lançamento de um produto ou serviço, o Discovery não termina. É importante continuar a coletar feedback dos usuários e realizar pesquisas para entender como o produto está sendo utilizado, quais melhorias podem ser feitas e quais novas necessidades surgiram. O Discovery contínuo ajuda a garantir que o produto continue a evoluir de acordo com as demandas e feedbacks coletados.

Em geral, sempre que houver a necessidade de adquirir informações e insights relevantes para tomar decisões fundamentadas, o Discovery é uma abordagem valiosa a ser considerada.


Mas agora vamos entender os momentos que o processo de Discovery completo não se faz necessário.


5 momentos para NÃO fazer Discovery

  1. Projetos simples e de baixa complexidade: Em projetos que são simples e de baixa complexidade, com requisitos claros e bem definidos, fazer um processo completo de Discovery pode ser desnecessário. Nessas situações, é possível seguir uma abordagem mais direta, avançando rapidamente para o desenvolvimento do projeto.

  2. Restrições de tempo significativas: Se houver restrições de tempo significativas e prazos apertados, realizar um processo completo de Discovery pode consumir recursos e atrasar o início do projeto. Nessas circunstâncias, pode ser mais eficiente focar nas informações mais essenciais para começar e ajustando conforme necessário ao longo do caminho.

  3. Mudanças incrementais ou atualizações de produtos existentes: Quando se trata de fazer pequenas mudanças incrementais ou atualizações em um produto já existente, é possível que um processo completo de Discovery não seja necessário. Nesses casos, o feedback dos usuários e a análise de dados históricos podem ser suficientes para orientar as melhorias e atualizações.

  4. Projetos com recursos limitados: Em projetos com recursos financeiros, humanos ou tecnológicos limitados, pode ser impraticável investir em um processo completo de Discovery. Nesses casos, é importante ser seletivo e focar nos aspectos mais críticos do projeto, priorizando a alocação de recursos de forma eficiente.

  5. Decisões baseadas em dados consolidados: Em algumas situações, quando se tem uma ampla experiência prévia e um conhecimento consolidado sobre o problema em questão, pode não ser necessário realizar um processo de Discovery completo. Nesses casos, é possível confiar na dos dados para tomar decisões e avançar para a implementação.

É importante ressaltar que esses momentos em que não é necessário fazer Discovery podem variar dependendo do contexto e das especificidades de cada projeto.


A avaliação cuidadosa da complexidade, restrições de recursos, prazos e conhecimento existente ajudará a determinar se um processo completo de Discovery é realmente necessário.


Espero que tenham curtido esse conteúdo e até o próximo!

34 visualizações

Σχόλια


  • Instagram Bruna Fonseca
  • Linkedin Bruna Fonseca
  • YouTube
bottom of page