FEEDBACK SIM - FODEBACK JAMAIS! Vem se atualizar sobre o feedback 360°

Você já ouviu falar sobre feedback 360°? Ou melhor, você ainda tem uma ideia de que feedback é quando o gestor chama o colaborador para receber uma avaliação/atualização sobre o seu desempenho no trabalho?

Porque sim, gente, existe ainda hoje o mito de que o feedback deve ser dado apenas de uma única direção, sendo do maior cargo para o menor cargo, e não é assim. Ele pode ser dado por toda equipe.

Todos os participantes de um mesmo projeto podem e devem participar desse momento tão importante, tendo em vista que essa é uma ferramenta de aprimoramento. É aqui que entra o chamado feedback 360° do qual quero falar.


O Feedback 360°


O feedback 360° acontece entre o time inteiro e não apenas de gestor para colaborador, ou de um determinado Papel Scrum para os demais integrantes do time. Ou seja, este é realizado por seus pares. Assim, participam no formato 360° todos aqueles que estão envolvidos no dia a dia do projeto.



Na semana passada eu trouxe um conteúdo incrível sobre o feedback tradicional, e você precisa ler, pois, vai servir como complemento desta leitura aqui. Nele falei sobre a melhor maneira de fazer o feedback tradicional; e também mostrei um pouquinho do porquê dar um feedback não é a mesma coisa que dar uma opinião.

Leia aqui: FEEDBACK NO SCRUM? POR FAVOR! Entenda qual é a importância do feedback no Scrum

Agora, nos aprofundando um pouquinho mais no feedback 360°, gostaria de te contar como ele funciona, e como pode ser feito de uma maneira divertida e, ao mesmo tempo, produtiva para o time todo. Por isso vou falar do Feedback Canvas.

Feedback Canvas


O feedback Canvas é uma ferramenta que deixa o momento de dar e receber uma avaliação (feedback) um pouco mais leve, sem banalizar e nem minimizar a importância.

Funciona assim: um integrante do time é selecionado por vez para receber o feedback e guarda até que todos os integrantes do time façam, de forma anônima, a avaliação sobre seu desempenho e postura profissional.

Desta forma, cada vez que um integrante vai receber um feedback, acontece uma rodada que se repete até que todos tenham participado. Lembrando que enquanto uma pessoa está recebendo o seu feedback, ela participa ativamente, realizando a sua autoavaliação.

É comum no dia a dia dos times, que cada integrante, mesmo que tenha uma função específica, desempenhe outras funções dentro do time. Por isso, no feedback 360°, cada integrante será avaliado em todos os demais pontos em que participa como colaborador.

Nesse feedback, o time vai se posicionar sobre todos os pontos de desempenho de atividade e de postura, diante das situações profissionais, avaliando em qual nível considera que o avaliado está: iniciante, intermediário, profissional, expert… O time também irá avaliar os pontos positivos e os pontos de melhorias, sendo que a parte legal, é que para cada ponto de melhoria levantado, uma ação de solução deverá ser proposta.

Exemplo: Se um colaborador pensa que o avaliado precisa de mais conhecimento sobre um determinado assunto, ele deverá especificar uma ação a ser realizada (ler um livro, fazer um curso, enfim, algo que possa o ajudar a melhorar).

Ao final da rodada, quando todos já receberam seus feedbacks, acontece um momento de descontração que é bem legal também, onde todo o time troca cartões eletrônicos de reconhecimento. O envio do cartão também acontece de forma anônima, com o intuito de dar o devido reconhecimento e validar a outra pessoa enquanto parte importante.


Eu recebi os meus, confira abaixo alguns dos CARDs de reconhecimento que recebi do meu DEV TEAM:



Envie o seu também, clicando aqui.


Como acontece o feedback 360° na prática

  • Cada rodada de feedbacks dura em torno de 10 minutinhos.

  • Todos os feedbacks ficam disponíveis para que o colaborador avaliado possa analisar, refletir e entender um pouco de como o time o percebe.

  • A rodada se encerra quando todos já foram avaliados.

  • Uma nova rodada deve acontecer a cada seis meses (em média). E nela, pode-se reavaliar a rodada anterior para análise o que foi aprimorado, e assim se tem uma noção maior da evolução de cada integrante

Vale dizer que o feedback 360° é baseado no livro Management 3.0: Leading Agile Developers, Developing de Jurgen Appelo.

Conclusão:


Recentemente apliquei o feedback 360° como meu time, que atualmente é um Time Kanban, e após a realização, pedi ao time inteiro um feedback sobre o feedback realizado (risos); e todo o time, sem exceção, validou como sendo melhor que o jeito tradicional.

Disseram que melhorou o engajamento e foi melhor participar assim. Desta forma todos se sentiram à vontade para avaliar outro integrante com relação a sua função e postura.

O legal do feedback 360° é justamente poder avaliar o time e cada integrante, pontuando de maneira assertiva cada dificuldade e ressaltando as habilidades de forma especial. Ou seja, definitivamente esse não é um FODEBACK.

Quer ter acesso ao feedback canva? CLIQUE AQUI, cadastre-se e acesse o seu gratuitamente.

Além do artigo leia também: FEEDBACK NO SCRUM? POR FAVOR! Entenda qual é a importância do feedback no Scrum


Sugiro a leitura desses outros conteúdos!


Até!


#sprint #agile #agilidade #SCRUM #lean #produtosdigitais #productowner #scrummaster #agilista #agilizareduca #brunafonsecapro

7 visualizações
  • Instagram Bruna Fonseca
  • Linkedin Bruna Fonseca
  • YouTube